hakuna ou hatuna?

Como nerd convicto, sempre tento dividir meus gostos com outras pessoas. Mau de nerd. Nerd que é nerd adora incomodar a todos com o que acha bom.

Filho de nerd é quem sofre mais. O pai interfere na escolha de brinquedos, livros, roupas, etc… “Quer uma dessas bolas? Leva essa aqui, ó, do Quarteto Fantástico!”, “Bexiga? Backyardigans é chato, olha essa do Homem-Aranha!”.

Bat-D

Bat-D

Com cinema é a mesma coisa. Quando a Srta. B era pequena, gostava muito de Castelo Ratimbum. Com dois aninhos, fomos ao cinema. Ficou quietinha, pra variar não deu trabalho. Do tempo de VHS, era viciada em Balto e Rei Leão. A fita do Rei Leão estragou de tanto ser vista. Arrebentou dentro do videocassete. Nessa época ganhou um Timão Pumba, o javali do filme.

Veio a Pixar, com seus filmes, e comecei o treinamento nerdização da Srta. B: filme novo? Pré-estreia + brinquedo + pré-venda de DVD = coleção em dia.

A Srta. B sempre gostou de ler e de ver filmes. De todo tipo. Hoje a adolescência privilegia comédias românticas e filmes de terror, mas compartilhamos bons filmes.

Agora com 2 aninhos, Sr. D entra na fase de loop infinito de filme preferido. Fica enfeitiçado por Toy Story. Pode ser o 2 ou o 3, o primeiro não serve. Se não tem o Bala no Alvo, não é bom. Tem que ter cavalo, Sr. D adora cavalos. Assistindo Spirit, ele quase entrou em êxtase.

Hoje o Timão Pumba da Srta. B está passando por maus bocados com o Sr. D. Ele cismou que o javali na verdade é um cavalo, e cavalga o bichinho pela casa toda. Se não está cavalgando, está sendo arrastado pela presa.

Pumba-pocotó, agora banguela, para tristeza da Srta. B

Pumba-pocotó, agora banguela, para tristeza da Srta. B

Em agosto, para delírio de toda a família, fomos convidados para assistir Rei Leão 3D. Aproveitamos minhas férias, e pegamos a sessão fechada às 10h da manhã.

Sr. D quietinho o filme todo, fora do seu padrão de comportamento. Quem não ficou, ou melhor, ficaram fora do padrão, foram a Sra. Paiéquemcria e Srta. D.

A nostalgia tomou conta das duas, que reproduziram todos os diálogos e canções do filme. Ainda bem que no fundo do cinema estava tranquilo, com as últimas fileiras vazias.

O filme parece ter sido feito para a experiência 3D. Abertura, musicais, cenas de ação, tudo contribuiu para que o filme ficasse ainda mais bacana. Não percebi nenhuma alteração no filme. Nada foi editado, a dublagem mantida. Recomendo o programa!

Sr. D e o Tocotocotá

Sr. D e o Tocotocotá: Pose pra foto

Só uma coisa que eu nunca entendi no filme: é Hatuna ou Hakuna Matata?

"Who cares, pai!? Fui!"

"Who cares, pai!? Fui!"

Anúncios
  1. 23/11/2016 às 23:43

    Tenho que “reativar esse post uai!!!!!! Precisamos de mais posts assim para “nossos” (Não tenho ainda, mas morro de vontade, e não é vontade de ter apenas e deixar jogado….. deixar jogado…… (Tem que ressoar pois é triste). Se é que me entendem. Enfim, os frequentadores do site visívelmente tem um coração bom e são pessoas de boa índole e aparentemente pessoas de família. Daí não vem a necessidade de ficar tentando provar que sou do bem.
    Estava aqui tentando encontrar algo bom dos tempos em que eu quase me enfartava de ouvir a música do Rei Leão. Que nostalgiaaaa!!!!!! Tempos maravilhosos que não voltam mais.
    Imaginem hoje em dia, como a Jussara destacou ai em cima: “O certo é Hakuna, mas a Disney mandou que os dubladores no Brasil falassem Hatuna por causa do “ku” de Hakuna, pois no Brasil “ku” é palavrão.”
    Quem nos dera que hoje em dia nossas crianças tivessem o mesmo respeito. Tudo é descaradamente obrigatório que nossas crianças escutem pois “questão de conhecimento e se não souber fica para trás…”.
    Quem me dera ver meus sobrinhos ficarem para trá assim. Que alegria me daria terem essa mesma falta de informação e curtirem a infancia sendo crianças como fui, mesmo que por um curto período, mas fui. Devemos divugar mais o que ainda há de bom e respeitoso para nossos futuros adultos.
    Grande Abraço.

  2. Marcia Matos
    23/09/2011 às 10:58

    Nossa, até que enfim vc voltou… sentimos falta no nosso aniversário também, meu e do Sr. D. Mais tudo bem, tá valendo.
    Bjs.

  3. Jussara
    21/09/2011 às 14:55

    Olá,
    Primeira vez que comento, mas já conhecia o blog.
    O certo é Hakuna, mas a Disney mandou que os dubladores no Brasil falassem Hatuna por causa do “ku” de Hakuna, pois no Brasil “ku” é palavrão.
    Eu acho uma tremenda bobagem e hipocrisia. É o excesso do politicamente correto americano.
    Eu tb tinha essa dúvida pq minha sobrinha era fãzona do desenho e só cantava “Hatuna”. Eu pensava que ela é que entendia errado. rs
    Até que li sobre isso em algum lugar.
    Abraços.

  4. 21/09/2011 às 14:40

    Que é isso!! Não é privilégio de Pai Nerd não!! Tem mãe que também é assim!!! kkk
    Só para se ter uma idéia…a Sra C. é louca pelo Pooh, um ursinho laranja q tem toda a pinta de ser “ursa”, mas q ela nem liga.. Ele anda com um porco medonho e um tigre doidão que só fica pulando..dá pra entender…rsrs. E Ela quer porque quer que a Srta B. siga o mesmo amor e paixão que ela tem por esse urso… Decoração do quarto, brinquedos, quebra-sol do carro, decoração do chá de bebê e agora vem a festa de 1 ano, adivinhem qual vai ser o tema!!! KKK
    Abraços e Beijos em todos!! Saudades!!!

  5. Ivo
    21/09/2011 às 10:53

    Uma dúvida: Um pai nerd empresta para os filhos os action figures para o filho brincar?

    Aproveitando os alteregos, o Pumba é o SENHOR Porco. 🙂

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: