Início > bebê, filho > puns, cocôs e arrotos

puns, cocôs e arrotos

Na madrugada:
-E aí, ele peidou?
-Peidou.
-Graças a Deus!

Eu tinha me esquecido de que já tinha dado graças à Deus por causa de um pum, uma fralda cheia de cocô ou por um simples arroto.

Nessas madrugadas de cólica do Sr. D, ficamos contentes com muito pouco.

——-

Sr. e Sra. Paiéquemcria não lembram de nenhum bebê de 1 mês com um cocô tão fedido.
Anúncios
  1. 21/09/2009 às 18:31

    É isso aí! Fora que o assunto pum-cocô-arroto viram temática recorrente na vida do casal, inclusive durante as refeições…

    • 22/09/2009 às 12:44

      É fato: o ser humano adora falar de cocô, Patricia. Eita assunto que rende…

      Sei lá, acho que Freud deve explicar.

  2. 16/09/2009 às 19:43

    Já se pegou rezando por um pum? Eu já!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: